Tipos de pisadas

Nesse texto eu vou te explicar melhor como o calçado e a forma como você pisa estão intimamente ligados! Talvez, neste momento, esteja sentindo
dores nos tornozelos, joelhos, nas pernas ou na coluna, que podem ser decorrentes do seu tipo de pisada ou do uso de um calçado inadequado.

Vamos falar um pouquinho dos tipos de pisada e elas podem afetar o seu dia a dia! É muito comum comprarmos nosso tênis pensando num modelo, cor e marca que achamos bacana…ou o que tem o melhor preço. E o mercado tem um montão de opções para atender a todos os gostos!

Mas, além do design e preço, o tênis traz também uma informação valiosa: para qual tipo de pisada ele é indicado. Por isso é tão importante saber qual é o seu tipo, para acertar na escolha.

Tipos de pisada

Tipos de Pisada

Basicamente temos três variações de pisadas:

Pisada normal ou neutra – que tem um alinhamento normal – ou seja, se traçarmos uma linha imaginária da panturrilha ao calcanhar, vamos
encontrar um alinhamento coerente. Já no chamado “Pé chato” ou Pronado – há um desalinhamento que faz com que toda a parte do meio do
pé tenha contato com o chão. Geralmente é o que possui maior mobilidade.

No entanto, isso pode ser um fator complicador para a descarga de peso durante sua prática esportiva, ou em atividades diárias. Por isso é comum encontrar dor no meio do pé ou surgimento de joanetes, dores nos joelhos, dor muscular, na região das pernas e pés.

Temos também o “Pé cavo” ou Supinado – enquanto o pé chato tem total contato com a superfície, neste caso não há contato do meio do pé durante a descarga de peso.

Portanto, este é um tipo de pisada deficiente para absorver o choque durante o movimento. E isso acaba provocando alguns incômodos, como fascite plantar (que é aquela dor muito comum na sola do pé, que as pessoas sentem ao pisar), tendência a virar o pé com maior frequência, calosidades e deformidade dos dedos em martelo.

Daí você pode me dizer: “ok, interessante, mas como eu descubro qual é o meu tipo de pisada?”

Eu te digo que a melhor forma, sem dúvida, é buscando um profissional da sua confiança, da área da ortopedia ou fisioterapia. Ele poderá avaliar e te dar boas dicas!

Mas se você não pode ir ao especialista agora, tem um teste caseiro que auxilia nesta análise.

Para isso, você vai precisar apenas de uma folha bem grande, como de um jornal ou de um papel kraft. Você vai colocar uma folha de jornal ou um papel kraft no chão, molhar os pés e caminhar sobre a folha. Agora é só observar a marca da pisada. Simples, não?

Com esse conhecimento na ponta da língua, com certeza, você evitará a compra de um calçado errado, que poderia agravar ainda mais seu desconforto ou até causar uma lesão.

Detalhe: cada modelo de tênis procura compensar um possível desalinhamento no tipo da pisada. A melhor forma de analisar é segurando cada modelo à sua frente. Se necessário, peça também apoio aos atendentes para te indicarem opções adequadas!

Se você estiver em São Paulo e quiser fazer o teste de pisada gratuitamente a Asics oferece esse tipo de serviço na sua loja localizada na Rua Oscar Freire número 1082 – bairro dos Jardins, clique aqui. A loja funciona de segunda a sábado das 10h às 20h e domingos e feriados das 12h às 18h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *